Meow meow and aw aw . . .


Olá amoras! Só fofura pra vocês hoje! Quem aí ama gatinhos e cachorrinhos? Não sei como eu achei essas fotos, porque meu notebook é uma bagunça! Nossa! Vocês não tem noção da viagem que eu fiz pelo meu note.., muitas lembranças boas e valeu a pena procurar cada foto para postar aqui pra vocês. Bom, a viagem através de fotos foi boa, mas vamos ao mundo dos gatinhos e cachorrinhos kawaii (fofos). *-*

July foi a gata mais amorosa que eu já tive, ano passando ela foi pro céu dos bichinhos... Não vou falar sobre, falar sobre a morte dela dói muito e não quero ficar triste e nem deixar vocês tristes. Em Agosto vai fazer um ano que ela se foi, como o tempo passa rápido...
Esse é o Poncho, meu filhote querido, neguinho lindo e cheio de querer. 
Lindo, dorminhoco, pretinho e gosta de paquerar com minhas amigas.

Esse é o Real, ele é da minha tia.

Foguinho e Caramelo. Foguinho dormindo é tão eu, hashashas...

Mimi, mimadinho.

Princesa, tão carinhosa.
Princesa. :p
Frajola.
Tom.
Garfield.
Torrão.
Principe.
Huguinho.
Filhotes fofinhos que foram abandonados na praça do centro aqui da minha cidade. Quando eu cheguei e vi essas coisinhas miúdas, meu coração bateu mais forte e claro que eu levei eles pra casa! Quando cheguei em casa fiz um post no meu facebook e logo minha amiga Érika disse: Quero todos!! No outro dia fui deixar eles na casa dela. Eu batizei eles de Huguinho Zezinho e Luizinho, bom o Luizinho ficou sendo Luizinha e hoje já é mãe. Uma história triste, mas com um final feliz! ♥ PS: Isso aconteceu em 2011.
Zezinho.
Luizinha.
Essa carinha do Reef
Reef sendo lindo.
Espero que tenham gostado amoras! キス love Faby. (。^_・)ノ 

''Faby caçadora de sósias''.


Olá amorinhas! Olha só a novidade que eu trouxe do orkut pra vocês!

Em 2007 eu criei um perfil no Orkut, o ''Faby caçadora de sósias''. Eu sempre tive essa mania sabe? De olhar pra pessoa e achar ela parecida com outra (famosa ou anônima), mas acho que isso acontece com todos, né? Sempre a gente acha fulano parecido com ciclano, rsrs... No meu perfil do Orkut, eu ''caçava sósias'', famoso(a) parecido com outro famoso(a) ou anônimo(a) parecido com famoso(a). E assim meu perfil foi crescendo e todos os dias eu recebia fotos de meninas e meninos que me pediam para achar um ''sósia'' pra eles, também recebia dicas de quem me acompanhava. Naquela época, ter mil pessoas no perfil e uma fila pra serem aceitas no outro, era o que todo mundo queria! E tudo isso eu tinha conseguido apenas fazendo montagens e postando para as pessoas darem suas opiniões, era tão legal! Eu adorava interagir com a galera, eu lembro que cada montagem costumava ter mais de 100 cometários. Nossa! Como a galera gostava, era muito divertido ver o pessoal concordando e discordado, hashashas... Saudades, Orkut...

Amoras, eu precisava explicar direitinho, se não vocês não iriam entender o porque do ''caçadora de sósias''. Primeiro quero deixar claro que o ''caçadora de sósias'' vai ser só para blogueiras e blogueiros. Então vamos lá! Atenção amoras! Diretamente do falecido Orkut para o Blog, apresento pra vocês, minha primeira ''caçada'', e a escolhida foi: Karol Pinheiro! Ela vai ser a primeira blogueira, porque foi ela quem me inspirou a trazer de volta esse meu antigo passatempo. Conheci o blog da Ka faz uns dois anos e desde de então comecei a amar o jeitinho da Karol, e tem como não amar? Ela é a blogueira mais divertida do universo!

O ministério da saúde adverte: Essa foto pode causar vários ataques de fofura. ~(‘▽^人)
Agora vamos ver as duas atrizes que eu tenho certeza! Que pelo menos uma, você vai achar parecida com a Ka. A primeira eu tenho certeza que todos conhece, que é a atriz e cantora Lucy Hale que já fez alguns filme como ''Quatro Amigas e Um Jeans Viajante'' e ''A Cinderella Story: Once Upon a Song''. Mas eu sei que vocês conhecem ela por causa da doce Aria Montgomery, que ela interpreta em ''Pretty Little Liars'', acertei? E eu ficava pensando em quanto assistia PLL: A Aria parece com alguém que eu conheço... E olha quem era, hashashashas...
Já a segunda, acho que nem todos vão saber quem é, mas vou apresentar ela pra vocês, essa é a Maria Mariana, ela é a autora do clássico ''Confissões De Adolescente'', que virou série de tv na tv cultura turante a década de 90 e que em 2014 virou filme, e claro que eu fui assistir. Essa série fez parte da minha vida e de muitas outras também. Confesso que quando vi a Karol pela a primeira vez, de cara achei ela parecida com a Maria Mariana e depois foi que eu vi que ela também parecia com a Lucy Hale. Quero dizer que o ''caçadora de sósias'' não necessariamente a pessoa tem que ser tipo irmã gêmea sabe? Apenas ter algo que lembre a pessoa, e eu vi na Karol um pouco de Lucy Hale e Maria Mariana
Espero que tenham gostado! Também quero muito saber o que você acharam, ok? E ai, elas lembram/parecem ou não a Karol? Vou ficar torcendo pra Karol ver esse post. ~(=^‥^)/

キス love Faby.  (ˆ⌣ˆԅ) 

Melody, Quando Brota o Amor. ♥~(‘▽^人)


Olá amorinhas! Faz uns dias que twittei assim: Um filme lindo, com uma fotografia incrível! Melody, Quando Brota o Amor. (/^-^(^ ^*)/ Depois disso fiquei com vontade de compartilhar com vocês. Melody não é um daqueles filmes antigos populares que todo mundo conhece, mas deveria ser. Assisti Melody quando eu era criança e criança não entende nada, só gosta, bom, eu era assim hashashas... Muitas coisas não fazem sentido quando somos criança, não é verdade? Hoje já adulta reassisti Melody e fiquei um pouco chocada! Ao mesmo tempo que o filme passa inocência ele também passa polêmica, tipo! Crianças de 10/11 anos fumando cigarro, palavrões e outras coisas... Eu fiquei chocada pelo fato de ser um filme infantil e em uma época totalmente diferente dos dias de hoje. O filme retrata bem a juventude e seus costumes na década de 70, acho que o diretor Waris Hussein quis passar exatamente isso, não sei muito sobre o Reino Unido, principalmente nos anos 70, mas uma coisa é certa, mesmo com crianças fumando e adultos falando palavrões, o filme não deixa de ser lindo e encantador...
Melody, Quando Brota o Amor”, é um filme de 1971, produzido no Reino Unido, sobre um “amor juvenil”. Inicialmente frustrou as expectativas nas bilheterias dos EUA e Reino Unido, mas fez sucesso no Japão e países latino-americanos, tais como Argentina, Brasil e Chile.
Sinopse:
Uma fantasia romântica retratada sob o ponto de vista das crianças da história, onde os adultos são apenas personagens secundários. Daniel Lattimer (Mark Lester) é amigo do problemático Ornshaw (Jack Wild). Certo dia, Daniel se apaixona por Melody Perkins (Tracy Hyde) e anuncia a seus pais que quer casar, mas não no futuro, e sim no momento presente. Os pais e professores tentam dissuadi-lo, e Ornshaw também não aprova a idéia, pois sente que Melody o está distanciando do amigo. Posteriormente, porém, Ornshaw e os colegas de classe se determinam a ajudar o jovem casal. Eles se reúnem em um local distante, para casá-los, mas os pais os seguem e tentam impedi-los. As crianças distraem os pais, enquanto Melody e Daniel fogem em um carro-de-mão sobre os trilhos, com a ajuda de Ornshaw.
Produção:
As filmagens iniciaram na primavera de 1970 em Hammersmith e Lambeth, na região metropolitana de Londres, e foram completadas no Twickenham Film Studios. As cenas no cemitério foram realizadas no "Brompton Cemetery" e "Nunhead Cemetery"; fechado em 1840, Nunhead é um dos mais antigos cemitérios da era vitoriana em Londres, onde estão famosos tais como Frederick Augustus Abel, George John Bennett, e Alfred Vance. Mark Lester (Daniel Latimer) e Jack Wild (Ornshaw) haviam atuado juntos, antes, no musical Oliver!, vencedor do Oscar de melhor filme de 1968. A comédia apresentou trilha sonora dos Bee Gees ("In the Morning", "Melody Fair", "Give Your Best"), e as canções "To Love Somebody", "First of May (Bee Gees)" e "Teach Your Children", de Crosby, Stills, Nash & Young. Esse foi o primeiro roteiro do diretor Alan Parker. Devido ao sucesso do filme no Japão, o filme foi lançado em formato DVD por Kadokawa Herald Pictures naquele país. O filme marcou a estreia da modelo infantil Tracy Hyde, aos 11 anos. O diretor Andrew Birkin recomendou Tracy Hyde para o papel de Melody Perkins para o diretor Waris Hussein, escolhendo-a entre 100 garotas. O ator Jack Wild, que interpretou o Ornshaw, tinha 17 anos na época do filme.
Fonte: Wikipedia

Melody Perkins (Tracy Hyde).
 Ornshaw (Jack Wild) e Daniel Lattimer (Mark Lester).
O trailer pra vocês ficarem morrendo de vontade, hashashas...

Não achei o filme com boa qualidade o que é uma pena, pois o filme tem uma fotografia linda e inspiradora. Vocês podem assistir o filme completo aqui. Espero que vocês fiquem com vontade de assistir e depois me contem se gostaram, ok? E se já assistiram, quero saber o que acharam.

キス love Faby. (-▽⌒)o